• Jeferson Fernando

Quer trabalhar com TI no exterior em 2021? Temos algumas dicas importantes para você!

Vamos falar de todas as etapas para que você consiga trabalhar com TI no exterior! Pra você que quer trabalhar em algum país diferente em 2021, se liga nessas dicas que o Jeferson separou para você.

Seja muito bem-vindo a mais um post no blog da LINUXtips e hoje iremos te dar algumas dicas de como conseguir aquela vaga marota no exterior, para você que tá querendo trabalhar com TI (Tecnologia da Informação) no exterior, na Europa, na América do Norte ou então na América do Sul mesmo, iremos explicar agora para você, como que funciona todo o processo! E antes de qualquer coisa já vale lembrar que não é nada de outro mundo, se você trabalha com tecnologia ou é estudante de tecnologia. Trabalhar no exterior é muito simples e antes de começar aqui, quero falar o seguinte, quando você vai trabalhar fora para trabalhar no exterior não quer dizer que você está abandonando o Brasil, ou você vai abandonar a família, amigos, todo mundo, não muito pelo contrário, você está abrindo um novo horizonte para sua família! Você poderá trazer sua família para ir passear, você pode ir passear para lá, e o detalhe, se encher o saco deu tudo errado, não gostou do país onde você foi, tá com saudade do Brasil, quer voltar para o Brasil, é só voltar não dá nada, é um ano que você tenha mais experiência ainda trabalhando fora com outra cultura! Então vai agregar ainda mais para sua volta para o Brasil certo, dito isso aí agora vamos lá começar a falar como que funciona como que você pode conseguir uma vaga aqui no exterior! O primeiro passo é você achar as vagas, mas onde estão essas vagas? Esquece qualquer site que você conhece que seja pago, você só precisa do LinkedIn, o primeiro passo é você ter um perfil bem legal lá no linkedIn. É muito importante você também ter o perfil em Inglês, afinal o Inglês é o idioma universal da tecnologia no geral, certo? Muito bem ajeitou lá seu perfil em Inglês, maravilha agora o próximo passo é você ter um currículo, um CV, um PDF lá para que você possa enviar para sua possível nova empresa e nós vamos explicar quando você vai usar o currículo, aguenta aí, mas você precisa ter esse currículo, currículo em inglês, é só exportar o seu currículo do próprio LinkedIn, tem a opção de você exportar como PDF. Fica bem legalzinho você consegue formatar colocar algumas informações, fica legal. Então perfil e currículo pronto em Inglês nos dois, mais uma vez com esses dois primeiros passos, você já tá pronto para começar a buscar as suas vagas!

O próximo passo é definir quais são os países que você tem interesse em trabalhar, porque não é legal você pegar qualquer país e tá valendo, não, tem países que são bem diferentes da cultura, o clima, idioma, um monte de circunstâncias aí que pode dificultar em muito a sua experiência. Sugestão, pega lá 2 ou 3 países que você mais gosta ou que você já visitou, ou então no país que você tem amigos, pega lá três países e foca nesses três países. Com isso em mãos, qual é o próximo passo, é justamente buscar lá no LinkedIn, tem lá uma aba de empregos, clica lá seleciona os dois ou três países que você quer trabalhar. E o próximo passo é você buscar pela vaga que você está habilitado a trabalhar aqui, que você tem o conhecimento para trabalhar. Então por exemplo, se você é um DevOps Engineer ou então você é desenvolvedor coloca lá desenvolvedor e a linguagem que você coda, a linguagem que você conhece. O mercado de tecnologia na Europa onde o Jeferson trabalha, é super hiper mega aquecido se você é desenvolvedor ou DevOps Engineer, com certeza, você vai ter várias mas várias respostas mesmo!

Uma vez que você selecionou um país, colocou a tecnologia que você trabalha, qual que é o seu perfil tudo certinho. Qual que é o próximo passo? Ver as empresas que estão lá com as vagas abertas. Você achou uma vaga que é compatível com seu perfil, o que que você deve fazer? uma sugestão é tentar conhecer um pouco mais sobre a empresa, como assim conhecer? Procurar primeiro se tem brasileiros que já trabalha nessa empresa, segunda coisa veja se tem estrangeiros, não tem brasileiro veja se tem de outros países, por exemplo, veja se tem pessoas que trabalham nessa empresa que são outros países, América do Sul, ou então dos Estados Unidos, ou Europa, da Ásia, da África, dá uma fuçada, por que isso é importante! Se você tá indo para um país que a cultura é diferente e ainda dentro da empresa não tem uma cultura internacional você vai sofrer um bocadinho!

E aí entra um outro problema, a barreira do idioma, por mais que a empresa fale "vem cá que a gente fala Inglês" toma cuidado, procura saber se o país é bem comum as pessoas falarem em Inglês. Por exemplo aqui no Brasil tem empresa que fala em Inglês, boa parte das empresas tecnologia fala Inglês certo, agora tenta entender isso como sendo o dia a dia full time em Inglês, são poucas empresas no Brasil que operam nessa maneira. Procura entender aí primeiro o idioma da onde você tá indo e o mais importante se essa empresa é uma empresa internacional se tem de diversas partes do mundo trabalhando lá. Isso vai facilitar em muito a sua vida a sua adaptação nessa nova realidade, porque quando você for mudar você vai mudar de país, você vai mudar de casa vai mudar de tudo de emprego e também é como se você tivesse nascendo no outro país, então você vai correr atrás de documento e toda aquela burocracia, então se o pais não falar inglês mano, você vai estar enrolado certo. Muito bem você conseguiu lá com as suas vagas, deu lá o apply, o primeiro contato o headhunter vai te mandar por e-mail normalmente ou então por mensagem no LinkedIn, vai ser dessa maneira que vai interagir com ele no primeiro contato, o RH fez la o primeiro contato mandou lá "ou tem como você pegar e mandar o currículo atualizado e vamos marcar um Call aí de 30 minutos. Vamos marcar um bate-papo de 15 minutinhos só para conhecer você e tudo mais beleza?" Essa é a primeira etapa a primeira conversa com RH. Nesse momento você vai mandar seu currículo atualizado aquele currículo que você já fez o export e você vai agendar a entrevista com esse recrutador. Muito bem você conversou com a pessoa que vai te recrutar, vão perguntar "a mano, qual é me fala um pouquinho mais você" se você é casado, se tem filhos, qual sua experiência, se você conhece a empresa, onde você mora, vai ver seu nível do Inglês, outra coisa não fiquem aí pensando que você precisa ter um Inglês perfeito não, o que os caras querem saber se você consegue se comunicar, se você vai desenrolar o trampo, basicamente é isso aí. Então beleza você conversou com o RH, deu tudo certinho, próxima etapa, eles vão te mandar um teste, normalmente ele é feito e elaborado pela sua própria equipe, a que você vai trabalhar, então esse teste é prático, certo? Não é para você responder as coisas com yes ou no, não. Provavelmente eles vão pedir para você algum código, para que você suba no GitHub, com alguma solução para algum problema que eles possuem lá. Um exemplo de DevOps, é por exemplo criar um ambiente kubernetes na AWS, deploya uma aplicação coisas assim, usando terraform e etc. Muito bem você foi lá recebeu esse teste fez o teste deu tudo certo la, conseguiu construir a solução, você vai mandar novamente para lá, para o seu recrutador ou para pessoa que você está conversando, "terminei o teste, ta tudo belezinha, veja aí se está tudo bem", o que que vai acontecer? Os caras lá da empresa vão analisar o seu teste, vão verificar o código, tentar executar o código, deu tudo certo, "maravilha, gostamos aqui do exercício dele. Gostamos aqui do labzinho que ele fez, chama ele para trocar uma ideia mais uma vez", nesse ponto você não vai trocar ideia com o recrutador, você vai trocar ideia com alguém do seu time ou com alguém técnico certo nesse momento eles vão discutir ainda mais com você sobre assuntos técnicos. Mas não esquenta a cabeça não é pegadinha não é nada do gênero eles querem entender mesmo qual é sua experiência, e se com essa experiência você vai conseguir ajudar a empresa.

Nessa conversa também, eles podem pegar o seu teste conversar em cima do teste. "Eu vi aqui que você fez o teste assim assim assado, você ve outra forma de fazer isso, vi que isso aqui não é uma boa prática, você entende outra forma", eles vão discutir o seu teste. Vão ver lá o que você fez, e baseado no seu teste, eles vão começar a tentar entender ainda mais o seu perfil. Então quando você construir sua solução, gasta tempinho, documenta legalzinho sabe? Até mesmo para que a sua conversa com o pessoal lá técnico, seja mais agradável, e que você consiga ai desenrolar bem. Os caras gostaram? Parabéns, você passou! Qual que é o próximo passo, normalmente esse é o último passo é a quarta entrevista é aonde você vai conversar com provavelmente RH ou então com o gerente da sua área o diretor da sua área. Somente para que ele possa ver, "okay é esse cara que parece legal, parece que ele tem aí os valores da empresa, você já falaram que ele conhece tecnicamente mano, vamos fazer a proposta aqui", nessa quarta conversa é onde você provavelmente vai receber sua oferta, vai saber se passou ou não, se deu tudo certo ou não, eles vão te fazer uma oferta, vão te mandar um e-mail com todos os detalhes dessa oferta falando salário anual, benefício, bônus. Enfim, vão passar todos os detalhes para você é nesse momento que você deve fazer o seguinte, depois que desligar o telefone você vai abrir lá um suco vai pegar uma cerveja alguma coisa para comemorar, porque se você recebeu a proposta tá nas suas mãos, olha lá "A interessante vou pra cima, ou não é interessante mano eu quero alguns dias ainda para pensar" segura a onda vai fazer outro processo participa de outro processo e veja qual que é a melhor oferta para ti, mas nesse momento toma uma cervejinha porque você merece ou então suco, sei lá!

Maravilha, olha só você recebeu a sua proposta analisou sua proposta manda lá para o RH validando, ou então não, se você quer fazer uma contra-proposta fique à vontade, viu? Não fica com medo não, faz a contraproposta troca uma ideia, não vai mirar na Lua também né, vai com calma certo, mas você pode fazer tranquilamente uma contraproposta, no exterior a galera fala mais abertamente sobre o dinheiro, então não é feio não você negociar. Muito bem você mandou lá, ta tudo certo, ai vai começar o que, correr com visto, a empresa lá no exterior no país onde você vai se mudar vai começar a dar o início lá no processo de visto lá com o governo deles e depois você vai ter também que desenrolar isso no Brasil, ir lá na embaixada do país que você quer e desenrolar, normalmente vão traduzir os seus documentos, se você tem a certidão em português traduzir para o Inglês, ou então o idioma do país que você vai. É esse o processo, não é nada difícil, nada de outro mundo, normalmente esse processo, essas quatro etapas, dura um mês um mês e pouquinho, o processo de visto é mais um mês então em 3 meses aí desde o momento que você iniciou o processo, pode ser esse o tempo que você vai sair do Brasil e vai morar lá no país que você quer, mais o menos em 3 meses, evidente que depende de você também, não é problema nenhum se você precisar de mais tempo, você consegue conversar com a empresa, as empresas aceitam de boa certo, de boa mesmo, é bem flexível troca ideia, se comunique isso é importante. Então é basicamente essa a experiência ou todo processo para conseguir um emprego no exterior, seja na Europa, nos Estados Unidos, Canadá, na Ásia, na África não sei qual que é o país ou continente que você quer mudar, mas tem vaga de tecnologia em qualquer lugar do mundo, roda o globo e para o dedo em um, vai lá no LinkedIn que vai ter vaga!

0 visualização0 comentário